Resenha O filho secreto do Conde | Harlequin Comics | Mangá




O Filho secreto do Conde
Jennie Lucas 
Harlequin comics 
Avaliação 4/5
Onde comprar: Amazon

Sinopse: Théo, conde e empresário, sabia que tinha gostado (ou gostara) do que tinha visto (ou vira) assim que conheceu a garçonete Carrie. O relacionamento deles tinha uma regra importante: não envolver amor. No entanto, Carrie o vê como um príncipe encantado e acaba se apaixonando mesmo assim. Ela fica desesperada para esconder isso dele, mas, quando acaba admitindo, ele a abandona. Não muito tempo depois, ela se surpreende ao descobrir que está grávida. Após um ano, Théo insiste que Carrie visite seu castelo na França, que apresenta a ele o seu filho. Quem mais além do Théo teria a coragem de sugerir que a criança é a vingança dela?

Carrie é uma jovem humilde que luta para se sustentar, a um ano atrás teve um relacionamento com Théo, o Conde. Eles se conheceram enquanto a jovem trabalhava em um restaurante, Carrie se apaixonou perdidamente por Théo, ele lhe pediu para não envolver amor na relação deles, mas era tarde demais… no momento em que ela diz que o amava, ele a deixou.


Dois meses depois Carrie descobre que está esperando um filho dele, ela tenta ligar, mandar mensagem, para lhe contar que ela está grávida, mas ele nunca ligou de volta, nem respondeu as suas mensagens. 

Um ano depois Théo a chama no Castelo Gavaudan, ela acha que ele finalmente quer conhecer o filho, mas nada é com Carrie imaginava, ele nem sabia da existência do próprio filho. No primeiro momento Théo acha que ela quer lhe dar um golpe para virar Condessa, e lhe pede um exame de DNA.

A única coisa que Théo queria ao chamar Carrie para o castelo era ter sexo casual, e quando Carrie descobre isso fica furiosa. No entanto Théo não está disposto a deixá-la ir embora…

“ Eu não posso me apaixonar de novo… Porque… Eu não deixei… de amá-lo.”

Como em quase todos os dramas asiáticos, os mocinhos são um pouco machistas, o que pode incomodar algumas pessoas. Em livros, mangás e doramas, normalmente não me incomoda tanto, se não for extremo, nesse caso vemos um homem que usa uma faceta para esconder seus sentimentos reais. Théo sofreu na sua infância por causa dos seus pais, por isso ele não quer ter relacionamentos.




Carrie tenta ser forte o tempo todo, afinal ele havia lhe deixado, mas Théo não está disposto a facilitar para ela, então ele usará todas as armas para conquistá-la. 

Eu gostei bastante da história, é aquele clichê para ler em uma sentada só, eu particularmente acho que poderia ter mais algumas páginas para desenvolver mais a história, principalmente a parte dele ser um conde e como é o seu dia a dia no castelo, senti falta apenas de detalhes, que poderiam ter sido descritos em algumas páginas, mas de resto, gostei bastante, os desenhos estão perfeito, fiquei completamente encantada.
Recomendo! 


Nenhum comentário